Vagas nas agências são “abduzidas” pela Caixa em SP

Cartaz Mobilização da CEF -grandeEm vez de ampliar contratações, direção do banco público faz alterações na dotação das unidades. O movimento sindical critica medida e protesta por mais empregados(Jair Rosa)

A agência Paulista da Caixa Federal foi palco de mais um ato conjunto do Sindicato de SP e da Apcef-SP na campanha Mais Empregados para a Caixa, Mais Caixa para o Brasil. O protesto ocorreu na manhã da quarta-feira 18, com a coleta de assinaturas junto à população e a funcionários do Banco Central.

Dionísio Reis, diretor do Sindicato de SP e integrante da Comissão Executiva dos Empregados (CEE), destaca que a agência espelha a situação de diversas outras no país, que tiveram a chamada Lotação Autorizada de Pessoa (LAP) retirada do sistema.

“Na agência Paulista, a LAP previa o ingresso de mais 12 empregados para substituir colegas transferidos ou que deixaram o banco por meio do Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA). Na Grande São Paulo seriam 350 vagas. Elas foram ‘abduzidas’ pela Caixa ao serem retiradas do sistema. Ou seja, em vez de aumentar o número de bancários, o banco age como se o problema de falta de pessoal não existisse.”

O dirigente sindical Valter San Martin, que também participou do protesto na Paulista, reforça que são medidas arbitrárias como essas que têm colocado a instituição no topo da lista de reclamações de clientes do BC por quatro meses consecutivos. “Isso é reflexo da sobrecarga de trabalho. Sem contar o assédio moral constante para cumprir metas cada vez maiores. São fatores que comprometem a qualidade no atendimento. A única forma de reverter o quadro é ampliar a luta por mais empregados ”

Colete assinaturas
Para reforçar a mobilização da campanha por mais contratações, todos os empregados devem coletar assinaturas junto a clientes e à população. Depois, é só remeter à Apcef-SP, aos cuidados do setor sindical.

Fonte: Seeb SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.