Servidores do Judiciário rejeitam reajuste do STF e continuam em greve

O objetivo dos servidores é derrubar o veto da presidenta Dilma Rousseff ao primeiro projeto de lei que trata do aumento dos trabalhadores do setor.STF-grande

Servidores do Poder Judiciário no Distrito Federal (DF) decidiram, nesta quinta-feira (13/8), continuar em greve. Eles rejeitaram uma nova proposta de reajuste da categoria, definida nesta quarta-feria (12/8), entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Ministério do Planejamento, que prevê reajuste de até 41,47%.

Segundo o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Distrito Federal (Sindjus), José Rodrigues Costa, o objetivo dos servidores é derrubar o veto da presidenta Dilma Rousseff ao primeiro projeto de lei que trata do aumento dos trabalhadores do Judiciário, aprovado em junho no Senado, e que previa um reajuste entre 53% e 78,56%.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.