Santander é multado em R$ 500 mil por assalto

Santander1Funcionários e clientes foram mantidos reféns por mais de 40 minutos em Campina Grande, na Paraíba; criminosos utilizaram janela para a entrada das armas.

O Ministério Público da Paraíba (MP-Procon) multou o banco Santander em R$ 500 mil por falhas de segurança. No dia 2 de fevereiro deste ano, a agência da instituição, localizada no centro de Campina Grande (PB), foi assaltada e dezenas de clientes, bancários e vigilantes foram feitos reféns por mais de 40 minutos.

Segundo o diretor regional do MP-Procon, o promotor José Leonardo Clementino Pinto, a ação dos assaltantes foi facilitada por uma grave falha de segurança. Para colocarem os armamentos no interior da agência, os criminosos utilizaram uma janela lateral, indevidamente aberta e desprotegida.

“O banco sabia da falha de segurança e nada fez para evitar a ação dos criminosos”, afirma o promotor. “O exercício de atividade inegavelmente perigosa, como a explorada por bancos e instituições financeiras, impõe o dever de segurança, como contrapartida social, levando em consideração a alta lucratividade, tendo a coletividade o direito subjetivo à segurança, garantido constitucionalmente”, acrescenta.

Durante o processo de apuração do caso, o Santander foi notificado para apresentar sua defesa, porém limitou-se a comunicar que a agência assaltada possui plano de segurança aprovado pela Polícia Federal e que nenhum consumidor registrou reclamação ou teve prejuízo material.

Segundo dados apurados pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), os cinco maiores bancos no Brasil (Itaú, BB, Bradesco, Caixa e Santander) apresentaram lucros de R$ 60,3 bilhões em 2014. Já as despesas com segurança e vigilância somaram R$ 3,7 bilhões, o que representa investimento médio de apenas 6,1% em comparação com os lucros auferidos.

Fonte: MP-Procon-PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.