Na Caixa, ascensão não é para todos

A Caixa é o principal braço executor de políticas públicas do governo federal. Mas, na hora de valorizar o trabalhador, responsável pelos bons resultados, deixa a desejar. É o caso dos empregados da área social e FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que enfrentam dificuldades de ascensão profissional. caixa - fig cheia e grande 1

A instituição financeira também não cria possibilidades de especialização para o segmento. O descontentamento entre os bancários é enorme. O assunto está na pauta de reivindicações há anos, inclusive, será tratado na negociação desta sexta-feira (11/09), com a direção do banco, que não tem se comprometido com a causa.

A atitude da empresa é inadmissível. É bom lembrar que a Caixa atende a objetivos econômicos e sociais. A área comercial tem possibilidade de crescimento profissional, enquanto a social é ignorada. A valorização deve acontecer em todos os setores. O compromisso tem de ser igual.

Fonte: Movimento Sindical

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.