Movimento Sindical alerta: abono da fenaban é armadilha para reduzir salário

Em circular elaborada pela FENABAN, os banqueiros tentaram vender a ideia de que a proposta rebaixada de 6,5% + 3 mil reais de abono representam aumento acima da inflação para quem ganha algo em torno de até R$ 5 mil. Para tanto dividiram, malandramente, o valor desse abono por 13 (12 salários + décimo terceiro) e acrescentaram o resultado obtido às três faixas salariais dispostas na circular, corrigidas pelos referidos 6,5%. Sendo assim, como consta dessa enganosa circular dos bancos, um salário de R$ 2,7 mil teria um reajuste de 15%. Já as faixas de R$ 4 mil e R$ 5 mil seriam reajustadas em 12,3% e 11,1%, respectivamente.

De modo irresponsável, para dizer o mínimo, eles não explicam que abono não é salário e que esses minguados 6,5% sequer repõem a inflação medida pelo INPC ( projetada em 9,57% para o período que vai de setembro de 2015 a agosto de 2016). Ou seja, o referido reajuste gera uma perda salarial de 2,88% e não ganho como quer fazer crer a lastimável circular divulgada pelos bancos. Neste sentido, os banqueiros tentam enganar os trabalhadores bancários, escondendo que essa perda mensal de quase 3%, se calculada para o ano, representará 38,42% de cada salário.

Em outras palavras, para usar das mesmas faixas salariais da Fenaban (R$ 2,7 mil, R$ 4 mil e R$ 5 mil) as perdas anuais serão, respectivamente, de R$ 1.037,49 / R$ 1.537,02 /e R$1.921,27 considerando os 13 salários anuais mais um terço das férias. Note-se que não estão computados aqui os reflexos dessa perda no FGTS, INSS e PLR.

Os banqueiros acham que os bancários são idiotas. Mas estão redondamente enganados. Iremos à luta por reajuste digno, com ganho real e reflexo em todas as verbas.

Só a Luta te Garante! Abono não garante nada!

Fonte: Movimento Sindical

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.