Lucro não resulta em admissões no BB

Lucro ajustado de R$ 11,88 bilhões de janeiro a setembro de 2015, alta de 43,5% em relação a igual período em 2014 e negócios fechados nos meios eletrônicos junto a Cielo que renderam R$ 3,212 bilhões. Este é o balanço do Banco do Brasil, que, mesmo assim, fechou agências e postos de trabalho no período. Incoerência.

Segundo resultado divulgado pela empresa, o corte foi de 2.552 empregos em doze meses terminados em setembro. Também houve o fechamento de 120 agências por todo o país só no terceiro trimestre deste ano.

Dados que refletem a falta de responsabilidade da instituição pública e resulta na sobrecarga dos 109.352 funcionários que permanecem no BB.

Para se ter ideia, apenas a receita com tarifas e serviços (R$ 19,675 bilhões), cobre 107% do total das despesas de pessoal. Ou seja, dinheiro tem para investir e contratar funcionários. Falta compromisso.

Fonte: Movimento Sindical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.