Juros altos garantem lucros recordes

PJuros,metas enchem cofres de bancos-grandeara alavancar os lucros mesmo em período de dificuldade econômica em todo o mundo, inclusive no Brasil, os bancos se tornam especialistas em onerar os consumidores com a elevação das taxas de juros.

O caso brasileiro é emblemático. Só no primeiro semestre, BB, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander embolsaram, juntos, R$ 38,2 bilhões, em um aumento de 46% ante igual período em 2014. O que garante boa parte do dinheiro são as altíssimas taxas de juros, que chegaram a 9% no país e que possui taxação de 350,79% só na alíquota anual para cartões de crédito.

No geral, a última década foi de muita prosperidade para as organizações financeiras na América Latina. Os créditos ao consumo cresceram cerca de 20% ao ano e a bancarização passou de 39%, em 2011, para 51%, em 2014, segundo o Banco Mundial.

O México teve alta nos lucros de 14% nos seis primeiros meses do ano. Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai também superaram os ganhos em igual período e bancos argentinos e venezuelanos ocupam hoje os 10 primeiros lugares de um ranking regional de retorno sobre o capital.

Fonte: Movimento Sindical