Greenwald diz que Folha manipulou pesquisa para “empurrar” Temer

Não é só este modesto blog, nem a “maldita blogosfera” que estão questionando  a pesquisa Datafolha que diz que, embora só 14% o achem ótimo ou bom e que sequer dois terços da população saibam que ele é quem exerce a Presidência, metade dos brasileiros querem que Michel Temer  complete o mandato que seria da presidenta eleita Dilma Rousseff.

O consagrado Gleen Greenwald publica hoje à noite em parceria com o repórter Erick Dau, no The Intercept, matéria em que acusa a Folha de S. Paulo de “comprometer-se com a maior fraude jornalística para impulsionar(boost) o Presidente Provisório  Temer.

Greenwald falam do sumiço das pesquisas e, sobretudo, do “sumiço” das maiorias que as mesmas pesquisas diziam, há três meses, desejarem novas eleições. E questionam a “maioria pró-Temer” jamais registrada antes:50% desejando que ele permaneça…

Como este  resultado, este título – que metade do país quer Temer para permanecer como presidente até 2018 – foi anunciada pela maioria dos meios de comunicação e instantaneamente tornou-se aceitopcomo fato: como um fato potencialmente letal, que poderia facilmente selar o acordo contra Dilma. Afinal, se 50% do país, literalmente, quer Temer como seu presidente até 2018, é difícil ver como os senadores que estão no “muro”  vão  negar-lhes o que eles querem.

Mas eles vão além, como fez Leticia Sallorenzo aqui neste blog. Greenwald e Rau aprofundam o foco:

Ontem os   dados completos e questões subjacentes (da pesquisa Datafolha) foram tornados públicos. Agora é evidente que – seja por meio de motivos corruptos ou inépcia absoluta – uma fraude jornalística foi cometida cometida pela Folha . A razão pela qual apenas 3 por cento dos brasileiros disseram que querem novas eleições, e apenas 4 por cento disseram que não querem nem Dilma nem Temer para permanecer como presidente, é porque a pergunta da enquete excluídosestas opções. s. Como o jornalista Alex Cuadros observou hoje , a questão real que foi pedido só deu entrevistados duas opções: ou (1) Dilma retorna ou (2) Temer permanece até 2018.

Quadro - manipulação de pesquisa

[ Pergunta 13: “Na sua opinião, o que seria melhor para o país:? Que Dilma retorna à presidência, ou Michel Temer continua no termo até 2018” ]

Então, claramente, 50 por cento dos brasileiros quenão disseram que seria melhor para o país se Temer continuasse para completar o mandato de Dilma até 2018: eles só disseram  que seria a melhor escolha , se a única alternativa fosse que Dilma retornasse . Além disso, é claramente  não o caso que apenas 3 por cento dos brasileiros querem novas eleições, uma vez que eles não foram convidados dar essa opinião. O que aconteceu foi que 3 por cento dos inquiridos saiu do seu caminho deteminado pela pesquisa para dar espontaneamente  essa opção quando se apresenta com a escolha binária de “Dilma retorna” ou “Temer permanece”. (…). Ao limitar falsamente a questão a apenas duas opções, Folha garantiu que os resultados seriam totalmente distorcida.

A reportagem , ná íntegra, em inglês, está no The Intercept. Quando ficar disponível a versão em portugÛes, publico aqui.

Fonte: Tijolaço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.