É hora de reforçar a mobilização pela Caixa 100% pública!

Votação do PLS 555/2015 fica para fevereiro.Caixa - Sociedade Anonima

A votação no Senado do PLS 555/15, conhecido como Estatuto das Estatais, foi adiada para fevereiro, quando serão retomados os trabalhos legislativos. Desde que tomou conhecimento da proposta, o movimento sindical está se mobilizando pela rejeição da matéria, que é uma ameaça ao caráter público de empresas como a Caixa, ao transformar todas as autarquias, empresas estatais e de economia mista em sociedades anônimas de capital aberto.

O adiamento possibilitará que os trabalhadores e as entidades representativas reforcem a mobilização para barrar essa verdadeira “bomba privatista”, baseada na premissa do Estado Mínimo. O pesadelo da década de 1990, quando muitas empresas foram privatizadas, está à espreita. É hora de avaliar o que fizemos até agora e planejar as próximas ações no sentido de evitar que Caixa, BNDES, Correios, Petrobras e outras estatais, essenciais na vida dos brasileiros, sejam forçadas a se distanciar dos interesses da sociedade.

Desde o dia 16/12, representantes de sindicatos e federações de bancários que estavam em Brasília participando da reunião da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), fizeram vigília no Senado, buscando sensibilizar os senadores para não votarem o PLS 555. No mesmo dia, as centrais sindicais enviaram ofício aos 81 parlamentares reforçando posicionamento contrário à propositura.

“Sempre lutamos em defesa das empresas públicas, alertamos para a temeridade que representa o referido projeto. As mudanças propostas de forma oportunista e autoritária no PLS causariam prejuízos incalculáveis à classe trabalhadora, e gastos astronômicos aos governos federal, estaduais e municipais, justo em um momento de restrição econômicas”, destaca o documento.

Fonte: Movimento Sindical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.