Dia de negociação; categoria cobra proposta decente

São Paulo – Nesta terça 13 será realizada a sétima rodada de negociação e contra dados não há argumentos. O lucro dos bancos segue como o mais alto do país: R$ 29,7 bilhões somando somente o resultado dos cinco maiores (Itaú, Bradesco, Santader, BB e Caixa). Mesmo assim, nesse período fecharam juntos 13.606 postos de trabalho.

Uma práticaLucro x folha dos bancos que faz com que as instituições financeiras ganhem cada vez mais com a sobrecarga de trabalho de seus funcionários. Menos bancários nas agências e mais clientes para atender: um quadro perverso para trabalhadores e clientes que engorda os cofres dos banqueiros.

A reunião teve início às 14h, em São Paulo, e os trabalhadores devem ficar atentos ao site e às redes sociais do Sindicato e através do aplicativo SBPNR para ter informação quente e confiável. Se a Fenaban quer acabar com a greve, sabe exatamente o que fazer: trazer proposta com aumento digno para salários, PLR, proteção aos empregos, melhorias nas condições de trabalho, avanços na igualdade de oportunidades para mulheres, vale-refeição na licença-maternidade, auxílio-creche maior. Os bancários também sabem o que fazer: se os bancos não fizerem uma boa proposta, só a GREVE pode garantir uma melhora na proposta.

Até as 17 horas a FENABAN não aceitava alterar o índice proposto na ultima rodada de negociação ( 7 %) .  A Negociação ainda deve continuar sem hora para terminar. Mantenha-se  ligado, pois assim que tivernos novidades enviaremos Notificação pelo aplicativo SBPNR .

Fonte : Movimento Sindical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.