Concentração bancária pode aumentar

Os bancos privados que atuam no Brasil estão se debruçando sobre os números da filial brasileira do HSBC. Bilhões de reais estão em jogo e podem determinar um patamar diferente de concentração bancária no país. Concentração Bancária - Grandes comprando menores

 De acordo com previsões, se o Santander comprar o banco, vai poder competir mais de perto com os rivais Bradesco e Itaú. Mas, se o Bradesco ou Itaú ganharem a jogada, os níveis de concentração vão ficar em um limite razoável, o que pode alterar a relação de preços de produtos e serviços.

Os holofotes estão no Bradesco, que além de poder gastar entre R$ 11 bilhões e R$ 15 bilhões com a aquisição, apresenta disposição para a compra. O HSBC é um dos últimos bancos com tamanho suficiente para deixar o Bradesco perto do Itaú. No entanto, não chegará a empatar em participação de mercado.

Independentemente de quem leve o HSBC, os prejudicados com a venda são funcionários e clientes. Para o consumidor, ao longo das últimas décadas as opções ficaram escassas, e quem deseja mudar de banco hoje não tem muita escolha. Já os bancários temem com o futuro do emprego.

Fonte: Movimento Sindical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.