Centrais sindicais realizam protesto em São Paulo contra alta nos juros

Centrais sindicais realizaram protesto contra alta nos juros. 

As centrais sindicais fizeram uma manifestação na avenida Paulista, em frente à sede do Banco Central nesta terça-feira (28).

Centrais sindicais-manifestação em SPO protesto teve como objetivo sensibilizar o Comitê de Política Monetária (Copom), que se reúne nesta quarta-feira (29), em Brasília, para definir a nova taxa básica de juros, a Selic. Os manifestantes começaram a se concentrar às 10h30.

Participaram do ato a Força Sindical, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e a União Geral dos Trabalhadores.

“A crise atual tem muitos motivos, e um deles são os juros altos que acabam encarecendo os investimentos na produção, e aumentando também a demissão”, declarou Juruna.

Vagner Gomes, secretário-geral da CTB, também defende que o governo baixe os juros. “O país está paralisando e, quanto mais se eleva os juros, mais os investidores vão para a ciranda financeira, em vez de investir na produção. Aí, as empresas começam a fechar, e é desemprego na certa”, disse ele.

As centrais sindicais planejam dar continuidade ao protesto nesta quarta-feira (29), em frente ao Banco Central, em Brasília.

Atualmente, a taxa está em 13,75% ao ano. Nesta quarta-feira (29), o Copom realiza reunião para discutir a taxa de juros no país, e o centro das apostas dos economistas ouvidos pela agência internacional Bloomberg é de alta de 0,50 ponto percentual, o que deixaria a Selic em 14,25% ao ano. Para 2016, a pesquisa Focus vê a Selic em 12% ao ano.

Fonte: Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.