BB volta atrás em ação no Twitter que chama clientes de ‘migo’ e ‘parça’

No Dia dos Pais, banco abusou das gírias no microblog e não foi tão bem recebido por internautas; relembre outros caso.

Uma ação do Banco do Brasil no Dia dos Pais irritou alguns internautas. O banco optou por uma linguagem bastante informal no Twitter ao tratar os clientes por “migo”, “parça” e chamar os pais de “papi”. Alguns compartilharam a iniciativa, mas houve quem se sentisse ofendido, inclusive aqueles que disseram não ter mais o pai vivo.Log BB 500 x 223

Equipe de mídias sociais do BB usou linguagem considerada invasiva no feriado de Dia dos Pais Reprodução Equipe de mídias sociais do BB usou linguagem considerada invasiva no feriado de Dia dos Pais.

A gafe foi uma das diversas reações que o tratamento íntimo do perfil do banco no microblog causou. Desde tweets até textos sobre o assunto em blogs e plataformas alternativas da rede, a fórmula de proximidade foi bastante criticada.

Em resposta, o Banco do Brasil disse entender que “a forma da abordagem realizada foi inadequada aos princípios da política de comunicação da empresa”. O banco informou ainda que reforçou as orientações internas para que ações como essa sejam remodeladas.

Aos clientes que se sentiram ofendidos, o BB reiterou o pedido de desculpas. No entanto, a instituição ponderou que a ocorrência foi pontual e que a sua atuação nas mídias sociais tem sido reconhecida de forma positiva por diversas organizações, tendo recebido o prêmio da Socialbakers das Top 10 Empresas Socially Devoted – que mede o alto nível de engajamento das marcas no ambiente digital.

O Banco do Brasil não é o primeiro da lista das empresas que foram alvos na internet após postagens de gosto duvidoso e mal recebidas pelo público. Cerca de seis meses atrás, a Delta Airlines recebeu críticas nas redes sociais após ter publicado um conteúdo sobre sexo oral no Facebook.

Fonte: iG