Bancos no ranking dos mais poluentes

O Santander e o HSBC estão entre as 25 maiores empresas do setor financeiro que mais prejudicam o meio ambiente. Os bancos preferem gastar em combustíveis fósseis que impactam na emissão de gases que causam o efeito estufa, provocando o aquecimento global, do que apostar em energias renováveis.

Os dados da pesquisa internacional Minando Nosso Futuro colocam o HSBC em 10º lugar no ranking dos mais poluentes, com 89% do total investido de 2009 a 2014 em materiais sujos. O Santander ocupa a 22ª posição, com 64% dos investimentos.

No geral, o estudo divulgado um mês antes da Conferência Mundial do Clima, indica que os bancos destinaram pelo menos US$ 931 bilhões (90,5%) para combustível fóssil e US$ 98 milhões (9,5%) para energia renovável. O levantamento tem parceria com o Idec (Instituto Brasileiro do Consumidor) e faz parte do GBR (Guia dos Bancos Responsáveis).

Fonte: Movimento Sindical

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.