Bancários fortalecem a greve para pressionar os banqueiros

No país já são 11.439 agências fechadas e 42 centros administrativos paralisados.

Os bancários que compõem a base de atuação do Sindicato de Ponte Nova e Região permanecem de braços cruzados para arrancar uma nova mesa de negociações com os banqueiros. Cidades como Ponte Nova, Viçosa, Visconde do Rio Branco e Rio Casca, têm as suas agências bancárias 100% fechadas.

Na manhã desta quarta-feira (14/10), membros da Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação – CEBNN/CONTEC estiveram na sede da FENABAN, em São Paulo, para solicitar formalmente a reabertura das negociações. Os representantes ratificaram aos bancos que as reivindicações da categoria bancária podem ser atendidas, em função dos altos lucros registrados pelas instituições financeiras.

A insatisfação é geral. Os bancários não aguentam mais a falta de respeito dos banqueiros e estão dispostos a fortalecerem o movimento até arrancarem uma proposta decente da Fenaban.

A greve continuará até que os bancos sinalizem uma nova proposta para a categoria.

Fonte: SEEB PN com informações do Movimento Sindical

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.