Bancários entregam pauta à Fenaban e fazem manifestação

Campanha salarial - grandeCategoria pede INPC mais 5% de aumento real, piso com base no salário mínimo do Dieese (R$ 3.299,66) e PLR de três salários, mais R$ 7.246,82, entre outras reivindicações.

Reunião com representantes dos trabalhadores e bancos na sede da Fenaban foi realizada nesta manhã.

A Comissão Nacional dos Bancários entregou na manhã de hoje (11) a pauta de reivindicações da campanha salarial à Federação dos Bancos (Fenaban). A reunião foi realizada na sede da entidade patronal, em São Paulo.

Entre os itens principais da pauta, está o reajuste do INPC mais 5% de aumento real. Os bancários também querem fixação do piso com base no salário mínimo do Dieese (R$ 3.299,66) e participação nos lucros ou resultados (PLR) equivalente a três salários, mais R$ 7.246,82 de parcela fixa adicional, além de 14º salário. A data-base é 1º de setembro.

A categoria pede ainda a valorização dos vales refeição e alimentação no valor de um salário mínimo (R$ 788). Os bancários reivindicam a manutenção do emprego e melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas.

Por que os bancos continuam lucrando com a economia estagnada? Como as instituições financeiras são as principais detentoras dos títulos da dívida pública, elas ganham muito dinheiro quando a taxa Selic sobe e aumentam também as taxas de juros bancárias. Ou seja, ganham cobrando altos juros dos clientes.

E ganham também reduzindo seu quadro de funcionários: foram eliminados mais de 5 mil postos de trabalho nos últimos 12 meses. Com crescimento médio do lucro dos bancos de 21% somente no primeiro trimestre, os bancos têm condições de dar aos trabalhadores aumento real de 5%.

Fonte: Movimento Sindical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.