Bancários de todo o País aderem ao Dia de Luta por Contratação na Caixa

O Dia Nacional de Luta por Contratação Urgente na Caixa foi marcado ontem (6) por manifestações em todo o País. A campanha, que é uma resolução do 31º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef), ocorrido em junho, ganhou as agências em diversos formatos, como paralisações, reuniões e distribuição de material explicativo, além da mobilização na internet, por meio da hashtag #MaisEmpregadosJá. O abaixo-assinado será entregue para a presidenta do banco, Miriam Belchior, e para a Presidência da República.Cartaz Mobilização da CEF -grande

É preciso de mais empregados para melhorar não só a condição de trabalho sufocante, devido as saídas das pessoas que aderiram ao Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA), mas também para melhorar o atendimento à população.

Os concursados que aguardam o chamado do banco também marcaram presença na manifestação. Foi importante a participação dos bancários de todo o País, pois mostrou a importância da luta e a força da categoria.

A Caixa tem 80 milhões de correntistas e poupadores e é responsável por milhões de benefícios do Bolsa Família, seguro-desemprego, PIS, abono salarial e as aposentadorias e pensões do INSS. Encerrou o primeiro trimestre de 2015 com lucro líquido de R$ 1,5 bilhão. Em junho a carteira de crédito ampliada do banco registrou saldo de R$ 624,4 bilhões, alta de 20,1% em 12 meses e de 3,2% na comparação trimestral. Já a carteira habitacional apresentou elevação de 24,6% com saldo de R$ 354,2 bilhões.

No entanto, segundo o Caged, o número de demitidos na Caixa foi de 3.057 de janeiro a junho deste ano, o que contabilizou um saldo negativo entre admitidos (999) e desligados de 2.058 postos de trabalho. Isso se deu principalmente por causa do Plano de Apoio à Aposentadoria.

Fonte: Movimento Sindical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.