Audiência pública debate PL que permite abrir agências aos finais de semana

Projeto de Lei (PL), que autoriza funcionamento de bancos nos fins de semana e ataca o descanso da categoria, será tema de audiência pública nesta terça, 28. Movimento sindical segue mobilizado para impedir aprovação da proposta

A abertura de agências bancárias aos finais de semana voltará a ser debatida no Congresso Nacional, nesta terça-feira, 28, durante audiência pública na Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) da Câmara dos Deputados. O Projeto de Lei (PL) 1043/2019, que ataca os bancários e bancárias, é de autoria do deputado David Soares (União-SP) e tem como relator o deputado Eli Corrêa Filho (União-SP), que já deu parecer favorável à proposta. O movimento sindical está mobilizado, desde que o projeto começou a tramitar, para impedir a sua aprovação.

Prevista para começar às 10h do dia 28/6, a audiência pública foi solicitada pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP). A reunião contará com a participação de representantes das bancárias e bancários.

Ao contrário do que dizem o autor do texto e seu relator, o PL 1043 não visa fomentar o emprego ou beneficiar clientes, mas sim ampliar ainda mais os lucros dos bancos e atacar direitos conquistados pela categoria bancária.

Pressão contra o projeto

Em maio, o PL chegou a ser pautado para ser analisado pela CDC da Câmara dos Deputados. Porém, a forte pressão das entidades sindicais no Congresso Nacional garantiu a retirada do projeto da pauta da Comissão.

O PL 1043 é uma encomenda dos banqueiros aos deputados entreguistas e inimigos dos trabalhadores, que pretende atacar o direito ao sábado e domingo livres da categoria. Isto vem sendo martelado desde a ‘reforma’ trabalhista em 2017, mas combatido pelo movimento sindical.

O movimento sindical seguirá alerta, pois novas tentativas de reduzir direitos irão acontecer nesta Campanha Salarial e no Congresso Nacional enquanto não mudarmos essa política no voto. É importante que os bancários e bancárias filiem-se ao seu Sindicato para fortalecerem as lutas por melhores salários, direitos, PLRs e para a defesa aos ataques dos patrões.

Em enquete realizada no site da Câmara dos Deputados, 97% dos mais de 16 mil participantes afirmaram que discordam totalmente no PL 1043/2019. Ajude a pressionar o relator do projeto, deputado Eli Corrêa Filho, enviando mensagens em seus canais de comunicação:

E-mail: dep.elicorreafilho@camara.leg.br

Telefone: (61) 3215-5850

Facebook: facebook.com/EliCorreaFilho

Instagram: instagram.com/elicorreafilho/

Site: elicorreafilho.com.br/

Endereço: Gabinete 850 – Anexo IV – Câmara dos Deputados, Brasília – DF

Fonte: Movimento Sindical