26/09/19 Exemplo

Paulo Coelho: vou perder leitores, mas criticar Bolsonaro é compromisso histórico

O escritor Paulo Coelho diz que o passado da ditadura está se tornando presente no Brasil e afirma que país assiste horrorizado a seu esfacelamento com Bolsonaro. “Vou perder leitores, mas criticar Bolsonaro é compromisso histórico”, dispara

Em entevista à BBC News Brasil, em sua casa em Genebra, o escritor Paulo Coelho relembra tortura, diz que o passado da ditadura está se tornando presente no Brasil e afirma que país assiste horrorizado a seu esfacelamento com Bolsonaro.

Veja alguns trechos da entrevista:

“Eu tenho 72 anos e nunca vi nada igual. Eu já vivi ditadura, democracia, muitas fases do Brasil, mas nunca vi o que está acontecendo agora. É um delírio. Necessitava (Howard Phillips) Lovecraft, um escritor de ficção científica, para descrever o Brasil. Fico muito triste com o que está acontecendo.”

“Uma coisa é certa: não se morre de tédio com a política brasileira, porque todo dia tem-se uma coisa nova. Por outro lado, francamente, o que é isso? Que é isso? O que o presidente brasileiro está fazendo para colocar o Brasil em tanta saia justa?”

“Parece que o Brasil virou um Estado de negação. As pessoas negam a realidade. “Ah, vou me fechar aqui e não quero ver o que está acontecendo.” Isso é muito triste. Veja, você tem um chanceler, Ernesto Araújo, que é um cara completamente despreparado. Não tem maturidade, não tem experiência, não tem nada que justifique a posição que ocupa. E o cara diz qualquer coisa. “Ah, eu fui à Itália, estava frio, então não tem aquecimento global”. Meu amigo, um dos sintomas do aquecimento global é o frio (nota da redação: o processo de mudança climática inclui temperaturas mais extremas isoladamente e uma média maior de aquecimento no longo prazo”.

“Você tem um presidente que, no fundo, eu nem sei se está muito contente de ter sido eleito. É muito confortável estar na oposição. O Brasil está assistindo horrorizado ao esfacelamento daquilo que nosso país representava. Ou seja: Uma luz em um mundo que vivia em trevas”.

“A essa altura, eu tenho um compromisso histórico e o compromisso histórico é não ficar calado. Eu tenho que falar. Vou perder leitores? Vou. Tenho perdido? Devo estar perdendo? Não sei. Eu não fico contabilizando isso. No Brasil. Mas, fora do Brasil, eu não acredito. Acho que todo mundo está olhando o Brasil neste momento com muita suspeita”.

Fonte: Brasil 247

Email this to someone

Tags:, , ,