17/04/20 Mobilização

Movimento Sindical mobiliza bancários contra a MP 905

Depois que a Câmara dos Deputados acabou com a jornada de 6H e aprovou trabalho aos sábados para a categoria bancária, Senado Federal pode votar a qualquer momento a criação da carteira verde-amarela do Governo Bolsonaro

Os trabalhadores bancários e bancárias de todo o Brasil ficaram perplexos ao saberem, no dia seguinte, de uma votação eletrônica pelos deputados federais na noite da terça-feira, 14 de abril, que aprovou a Medida Provisória 905 que retira direitos da categoria.

Editada em 11 de novembro do ano passado pelo presidente Bolsonaro, a MP 905 foi aprovada por três quintos do quórum da Câmara dos Deputados em Brasília em votação realizada na última terça-feira. E para que possa ser convertida em lei, precisa ser discutida e aprovada pelo Senado Federal até esta segunda-feira, 20 de abril, ou deixará de valer já que completa 60 dias de vigência.

A medida recebeu 1.930 emendas, dentre as quais as apoiadas pela Contec e apresentadas principalmente pelos senadores Wevertom Rocha (PDT-MA) e Paulo Paim (PT-RS), que rejeitavam a revogação da Lei 4.178/62 (que proíbe abertura dos Bancos e trabalho dos bancários aos sábados), mantinha jornada de 6 horas diárias e restabelecia a PLR negociada com os Sindicatos, dentre outros pontos. Porém, todas elas foram rejeitadas pela Câmara dos Deputados.

Em tempos de mobilização on line, os sindicatos e confederações de todo o Brasil conclamam a categoria bancária para cobrar dos 3 senadores de seus respectivos estados posicionamento contrário à votação ou aprovação da medida. Estamos dependendo da nossa força e capacidade de mobilização para fazer chegar a mensagem aos nossos representantes no Senado Federal.

É PRECISO PRESSIONAR OS SENADORES

Portanto, orientamos os bancários e bancárias de toda a base  a escreverem e-mail e/ou ligarem para os senadores dos seus estados, cobrando posicionamento contrários à MP 905.

Os contatos dos três senadores de Minas Gerais são:

Antonio Anastasia –  PSD MG – (61) 3303-5717 – sen.antonioanastasia@senado.leg.br, Carlos Viana – PSD MG – (61) 3303-3100 – sen.carlosviana@senado.leg.br ,Rodrigo Pacheco – DEM MG – (61)3303-2794/2795-  sen.rodrigopacheco@senado.leg.br

COPIA E COLE O SEGUINTE TEXTO PARA OS SENADORES DOS SEUS ESTADOS:

“Sr. Senador, é chegada a hora da classe política do nosso Estado se unir e mostrar que defende o trabalhador. O momento é difícil e precisamos salvar vidas defendendo quem mais precisa. Não é hora de aumentar jornada de trabalho, reduzir salários e taxar seguro-desemprego.

Como bancário(a), entendo que A MP 905, se aprovada, fará grande estrago na minha vida e na vida de todos os colegas de labor. Vamos perder nossa jornada de 6h diárias de trabalho e podemos sofrer com a redução de PLR, uma verba salarial importante para as nossas vidas e de nossos familiares. Ainda teríamos que lidar com trabalho aos sábados, domingos e feriados, além do aumento de metas, pelo tempo acrescido, não condizente com a qualidade de vida de uma das categorias que mais adoecem psicologicamente ante à sobrecarga de cobranças.

É importante que se diga que, mesmo em tempos de covid-19, os bancos ainda são instituições extremamente lucrativas e não será retirando direitos históricos, conquistados à custa de muita luta e acordos coletivos, que nos sentiremos fortes para ajudar a recuperar a economia do nosso sofrido país.

Conto com o Sr.

Deixe a MP 905 caducar! Se votar, diga NÃO! VAMOS À LUTA!”

Fonte Movimento Sindical

Email this to someone

Tags:, , ,