08/05/18 Opinião

Marieta Severo: “Não vão acabar com a semente que o Lula plantou”

A atriz falou, em entrevista para O Globo, de feminismo, racismo e dos ataques de haters que sua família sofre pela internet

A atriz Marieta Severo, que acaba de viver a malvada Sophia na novela “O Outro Lado do Paraíso” disse, em entrevista na coluna de Marina Caruso, no Globo desta segunda-feira (7), que ficou muito triste com a prisão de Lula, segundo ela “armada juridicamente como foi”. Marieta disse ainda que “é evidente que não há prova suficiente. Independentemente dos erros, não vão acabar com a semente que o Lula plantou. Temos que prestar atenção no que está por trás do que as pessoas dizem, a quem interessa. Não deixar visitarem Lula na prisão faz parte do jogo em relação à próxima eleição. É a lama. Nos anos Lula, tinha a sensação de que alguém estava fazendo algo para diminuir a desigualdade social”, falou.

Já com relação à personagem Sophia, que viveu, Marieta lembrou que “a última frase dela, ‘tudo o que fiz foi pela minha família’, é tão atual. Que família é essa? Vimos no Congresso o maior exemplo disso (na votação do impeachment). Era um tal de ‘pela família’ e, no dia seguinte, a pessoa era presa por corrupção”, ironizou.

Marieta falou ainda sobre feminismo, machismo e as transformações que percebe nos netos: “Clara, de 19 anos (filha de Helena Buarque com Carlinhos Brown), tem o discurso todo, o tal lugar de fala. Ninguém fica discursando na família, mas eu provoco, adoro ouvir. É saboroso”.

Sobre o neto de 21 anos, Chico Brown, também filho de Helena, ela diz perceber mudança no comportamento, “de lidar com a namorada, de se posicionar. Minha geração tinha a teoria, mas não a prática. Há essas trevas horrorosas, mas tenho a ilusão de que o ser humano vai rumo à luz”.

Sobre preconceito racial, disse que, por causa da intervenção, tem medo que o neto tome tapa da polícia. “Com a minha neta loura, não preciso falar isso. Como vó, quero proteger. Dá medo, é um rastafári, figura fora do padrão. Me doeu quando o vi, numa entrevista, dizendo que desviavam dele na rua por ser negro. Mas a questão evoluiu. Na minha adolescência eu passava o cabelo no ferro”.

Sobre os ataques que sofre pela internet, Marieta confessou: “Ler que minha família é canalha (o antiquário João Pedrosa fez esse comentário em foto postada por Silvia, primogênita de Marieta) dói no meu coração. Que isso? Tenho orgulho dela! Mas esse a gente já processou, ele perdeu, se ferrou. Menos um!”, concluiu.

Fonte: Revista Fórum

Email this to someone

Tags:, ,