31/03/21 Regime Assassino

Filha de João Goulart lamenta comemorações do governo com o golpe de 64

A filha do ex-presidente João Goulart Denize Goulart rechaçou em suas redes sociais nesta quarta-feira (31) o aval jurídico para que o governo de Jair Bolsonaro comemore o golpe de 1964, que depôs o seu pai, um desenvolvimentista, com falso argumento de ameaça comunista.

Veja a íntegra de seu depoimento:

“O sentimento não poderia ser de mais tristeza e indignação.

Já não  basta a imensa tragédia que estamos vivendo de uma crise sanitária devastadora com quase 320.000 mortos ,cujo presidente  é  responsável pela maioria dessas mortes,seja por negligência, omissão e por  desdenhar da pandemia.

Agora nos deparamos com um judiciário que autorizou esse governo criminoso a comemorar o golpe militar de 1° de abril  de 1964,   o golpe que rasgou a Constituição e que derrubou o presidente democraticamente eleito,  João B. M. Goulart, ou seja, o regime que assassinou, prendeu,  torturou, mandou para o exílio e desapareceu com seus inimigos , será celebrado por esse governo fascista. Essa perversidade seria impensável  em uma verdadeira democracia.

  Esses crimes hediondos  cometidos durante 21 anos de ditadura em nome de uma  política de governo devem ser contados e lembrados  para que nunca mais aconteçam, para assim reforçar nossa democracia.

Esse governo está arruinando o país, destruindo nosso futuro  e as instituições se calam diante de mais uma violência , mais uma desumanidade”.

Fonte: Brasil 247

Email this to someone

Tags:, , ,