20/07/15 Leão

Dinheiro guardado com Leão do IR rende mais do que a poupança

Antecipar restituição em financiamentos em bancos pode ser solução para endividados.Leão-Restituição- grande

A Receita Federal pagou ontem o segundo lote da restituição do Imposto de Renda a 1.459.161 contribuintes. Os demais valores serão pagos até dezembro, mas quem precisa do dinheiro pode antecipar o recebimento por meio de linhas de financiamento em bancos, que cobram juros. A opção é válida para quem tem dívidas com taxas altas. E se este não for o caso, o melhor é esperar, pois o rendimento pago pelo Leão do IR é maior que o da poupança. Faltam ainda mais cinco lotes de restituição.

Professor de Finanças da Ibmec/RJ, Gilberto Braga explica que a correção do Fisco é com base na taxa Selic, que atualmente está em 13,75% ao ano. A poupança, por sua vez, tem rendido de 6% ao ano, mais a Taxa Referencial, que tem variação baixa. “Dessa forma, a restituição funciona como aplicação financeira a favor do contribuinte.

É melhor esperar para receber o valor. Depois que for liberado, o recomendo investir no Tesouro, que rende mais”, indica. A situação muda, porém, se o contribuinte estiver com o orçamento comprometido com dívida, especialmente aquelas de juros mais altos, como cartão de crédito e cheque especial.

Pesquisa da Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac) mostra que as taxas para quem usa o cheque especial são de 214,19% ao ano, enquanto no rotativo do cartão de crédito sobem para 312,75% ao ano. No caso do empréstimo pessoal em bancos, as taxas médias são de 61,96% ao ano.

Presidente do Canal do Crédito, Marcelo Prata explica que se o consumidor está pagando mais juros do que o banco irá descontar na antecipação do Imposto de Renda, vale a pena pedir o dinheiro antes da liberação pela Receita. “Normalmente, os bancos cobram juros menor pela antecipação, pois o pagamento é garantido. As taxas variam entre 2% e 3,5% ao mês”, explica.

O engenheiro Saulo Evangelista de Souza, 31 anos, disse que vai antecipar a restituição para quitar algumas dívidas que fez. “Com essa crise, quero eliminar logo minhas pendências, mesmo sabendo que adiantando o pagamento perco a correção do valor”, conta.

Já a colega de profissão Ana Claudia Teixeira Rodrigues do Nascimento, 31, achou melhor deixar o dinheiro rendendo na Receita e esperar os próximos lotes. “Não me preocupo em adiantar o pagamento porque recebo a restituição em dezembro, próximo ao Natal, que é uma data em que gastamos mais. É um bom momento para receber dinheiro extra”, comenta Ana.

Próximo lote em 17 de agosto O pagamento do próximo lote de restituição do Imposto de Renda acontece no dia 17 de agosto, e o último será feito no dia 15 de dezembro. No total, são sete lotes. Para receber as restituições por este calendário, o contribuinte não pode ter caído na malha fina, ou seja, a declaração deve estar regular. Caso haja inconsistências, o contribuinte deve fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda foi aberta no último dia 8. Caso o valor da restituição não tenha sido depositado ontem, o contribuinte que faz parte desse grupo deve procurar qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (para capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) e agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Fonte: O Dia

Share on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on TwitterPrint this page
Email this to someone

Tags:,