13/01/16 Ética

Desembargador do Piauí diz que receber auxílio-moradia é repugnante

Vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, o desembargador Edvaldo Moura disse nessa segunda-feira, 11, que o pagamento de auxílio-moradia é repugnante. O ataque ao benefício de R$ 4,3 mil pago aos magistrados foi feito durante seu discurso de abertura do ano judiciário no Estado.Desembargador Edvaldo Moura - Pauí

“Nesse caso especial, o do chamado auxílio-moradia, repugna-me como cidadão e magistrado, receber uma verba indenizatória sob a qual não incide sequer um imposto de renda, dos magros cofres do Estado, um dos mais pobres da federação”, disse.

“Eu e minha família já moramos muito bem e administração publica do Piauí vem colocando um longo e tenebroso processo para um mísero reajuste salarial para as classes mais sacrificadas como dos professores, policiais civis e militares, agentes penitenciários e outros”.

O auxílio foi estendido a todos os juízes federais e promotores de Justiça em setembro de 2014, após decisão de caráter liminar tomada pelo ministro do STF, Luiz Fux.

Fonte: IstoÉ

Email this to someone

Tags:, ,