11/06/18 Campanha Salarial

Bancários estão com pauta de reivindicações definida

A pauta dos bancários está pronta. Os representantes sindicais que participaram do XLVI Encontro Nacional de Dirigentes Sindicais Bancários e Securitários, realizado nos dias 25,26 e 27 de maio de 2018, em São Paulo, definiram a manutenção dos direitos e da mesa única de negociações como prioridades da pauta de reivindicações.

Outra importante definição é sobre um pré-acordo, feito pela primeira vez, prorrogando a validade da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) e os acordos específicos até o encerramento das negociações.

A minuta tem atenção à saúde com medidas de prevenção a doenças ocupacionais, melhores condições de trabalho, garantia de emprego, reajuste salarial de 5% mais a inflação do período e PLR (Participação nos Lucros e Resultados) para todos os bancários.

Para garantir a sustentabilidade das entidades sindicais que sentam à mesa para defender os interesses dos trabalhadores, a categoria também aprovou adicionar à CCT a contribuição negocial, uma alternativa à contribuição sindical que o governo Temer acabou para atender a agenda das grandes empresas.

A Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociações – CEBNN/CONTEC entrega a pauta de reivindicações da categoria à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), nesta quarta-feira (13/06), às 13h, na Sala do Conselho, no Edifício sede da FENABAN, situada na AvBrigadeiro Faria Lima, 1485, São Paulo – Capital.

Esta é a primeira campanha salarial pós reforma trabalhista. Portanto, a minuta traz ainda itens que visam proteger os bancários dos prejuízos causados pela nova legislação. Uma das cláusulas determina que contratação de banco de horas e compensação deverão ser feita via negociação coletiva.

A categoria também definiu como pontos centrais da campanha salarial 2018 a defesa dos bancos públicos como BB, Caixa, BNDES, BNB, Basa e das demais estatais, como Petrobras e Eletrobrás.

Fonte: Movimento Sindical

Email this to someone

Tags:, ,