12/05/22 Direitos

Ao invés de investir em creche, governo quer que mãe pague com FGTS

Os direitos trabalhistas das mulheres estão sendo atacados, enquanto o governo Bolsonaro se isenta de responsabilidades. Foi assinada uma MP (Medida Provisória) com um conjunto de medidas acerca da empregabilidade de mulheres e jovens. Entre as ações, está a liberação do FGTS para que as trabalhadoras mães utilizem o recurso no pagamento da creche dos filhos.

A medida é meramente eleitoreira. É de dever público e constitucional garantir os locais adequados para abrigar as crianças, enquanto as mães trabalham, e não usar o dinheiro que a trabalhadora vai precisar se um dia for demitida. O país precisa de políticas públicas que garantam emprego, saúde e creches.

As mulheres foram as mais prejudicadas na pandemia, com perdas de emprego e reduções salariais. Sem contar que as trabalhadoras que estão na informalidade também estão fora da medida anunciada pelo governo federal.

Desde o início da pandemia, a gestão Bolsonaro tem liberado saques extraordinários do FGTS para a população. Economistas avaliam que a medida é paliativa, incapaz de resolver a crise econômica, tampouco ajuda a aquecer a economia brasileira. 

Fonte: Movimento Sindical

Email this to someone

Tags:, ,